segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Menina morre em acidente de moto - A moto era dirigida por seu pai que apresentava sintomas de embriaguês



                      Os corpos da menina e de seu pai ficaram caidos no asfalto -  Foto: Alexandre Joele
Uma adolescente de 14 anos morreu em um acidente na tarde desta sexta-feira (2) na BR-267, em Cambuquira (MG). Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a jovem estava na garupa de uma motocicleta conduzida pelo pai dela que, ao tentar cruzar a rodovia no trevo da cidade, não respeitou o sinal de pare e entrou na frente de um ônibus de turismo que seguia sentido Aparecida (SP).
Ainda segundo a PRF, os dois foram socorridos para o hospital da cidade, mas a adolescente morreu ao dar entrada no local. O pai dela, Benedito Rodrigues de Lima, de 42 anos, foi socorrido consciente, mas com suspeita de traumatismo craniano. Ele deve ser transferido para o hospital São Sebastião, em Três Corações (MG).
Veja abaixo o comentário de quem passou na hora do acidente:

"Segundo os populares o sujeito estava em uma moto velha, bêbado e sem capacete (e ainda deu trabalho para aceitar ser socorrido e entrar na ambulância). Ele entrou sem parar, dar nenhum sinal e sem olhar para os lados em um trevo da BR 267 no qual as carretas indo para o porto do Rio costumam passar à 130km/h! Resultado a moto voou para o outro lado do trevo e os 2 foram arremessados 20 metros a frente. A filha dele de 14 anos que estava na garupa só foi socorrida depois de mais 30 minutos pela boa vontade de um motorista de ambulância municipal que foi chamado por uns dos populares que estavam no local. Porem a ambulância só tinha maca e um bujão de oxigênio (sem mascara). Eu e varias outras pessoas que estavam no local improvisamos uma prancha e depois de muita dificuldade conseguimos colocar a menina em choque, já quase sem pulso e respiração dentro da ambulância quando chegou outra ambulância com um enfermeiro que tentou reanima-la sem sucesso. Cruzei com uma viatura da PRF 10 minutos antes do acidente na estrada, mas ela não havia aparecido para dar socorro até o momento em que a menina foi levada pela ambulância. Cambuquira fica 5 km desse trevo e a primeira ambulância demorou meia hora para chegar no local! 15 minutos depois de sair do local do acidente, cruzei com uma ambulância do corpo de bombeiros que vinha calmamente vindo de Três Corações e pelo visto não encontraria nem a policia mais no local. Fica o outro alerta: Se temos que conviver com motoristas bêbados ou mal preparados, caminhoneiros drogados, caminhões de cana atrapalhando o trafego e destruindo as estradas, veículos em péssimas condições de conservação e nenhuma fiscalização, pelo menos poderíamos ter um serviço de socorro que salvasse vidas nas estradas de MG. Tenho várias fotos dos acidentes que costumo ver nas estradas de MG (nesse cruzei com mais 2 e de madrugada um fiat 147), mas não posto esse tipo de coisa macabra. Essa porém vale pelo efeito educativo". Eu espero... http://sphotos-g.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-ash3/534614_454545927914660_371129128_n.jpg

Alexandre Joele

2 comentários:

Anônimo disse...

Está realmente, passando da hora de se colocar um radar perto desse trevo, Pois em locais menos perigosos ja existem vários radares, sei q não é a solução, mas diminuirá muito os números de acidentes no local. Como somos moradores da cidade esse ano já foram uns 5 acidentes com vitimas fatais

Sophia disse...

Concordo com o comentário a cima.Nesse trecho sempre ocorre acidentes fatais,a maioria dos acidentes está ligado ao comportamento dos motoristas, os quais, por sua vez, excedem o limite de velocidade.O radar eletrônico é um instrumento preventivo, já que os condutores passam a transitar com mais cautela e dentro do limite de velocidade permitido nas vias que possuem radares eletrônicos.

Postar um comentário

 
Design by Rogério Brasil | 2010 Seu site sem enrrolação! - Contato | opopular.net@hotmail.com.br