terça-feira, 9 de abril de 2013

Começam os preparativos para a Peregrinação à Nhá Chica




A Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Cultura (Sectur) já iniciou os preparativos para a realização da 15ª Peregrinação à Nhá Chica. Como em todos os anos, ela será no dia do Trabalhador, 1º de maio. O horário oficial de saída de São Lourenço será às 5h da manhã. A maioria dos peregrinos parte da Igreja Matriz de São Lourenço e se junta a outros participantes, que têm como ponto de partida a Capela Nhá Chica, construída por um devoto, no bairro Nossa Senhora de Lourdes, no Anel Rodoviário de São Lourenço.


A peregrinação é feita, anualmente, por milhares de fiéis, que percorrem os 33 Km do percurso pela Estrada Real, passando pelas zonas rurais de São Lourenço, Soledade de Minas, Caxambu e Baependi onde são disponibilizados pontos de distribuição de água. Em alguns desses pontos, agentes de saúde dão suporte aos caminhantes, medindo a pressão arterial e disponibilizando transporte em ambulância, caso seja necessário. A maioria das pessoas faz a caminhada em, mais ou menos, 6 horas. Por volta das 11h, a escadaria do Santuário já fica lotada de peregrinos.


A trilha, nos seus primeiros quilômetros é um pouco íngreme e tem um piso cheio de sulcos provocados pela erosão. O meio do percurso é reto e sombreado. Em Caxambu, na altura do Sítio Primavera, uma capela foi inaugurada há dois anos e é hoje um ponto de descanso dos peregrinos. O trecho mais difícil é o dos 8 Km finais, entre Caxambu e Baependi. Embora reta, margeando a antiga estrada férrea, a trilha tem pouquíssimas sombras e é cheia de pedras.

Nesse ano, a peregrinação faz parte da “Programação Espiritual” para a Beatificação de Nhá Chica, que ocorrerá no dia 4 de maio. (www.beatificacaonhachica.com.br)

 A Peregrinação à Nhá Chica começou no final da década de 90, por iniciativa da Ong Movimento Viva São Lourenço Viva, hoje denominada Terra das Águas, criada por empresários da cidade, acostumados a trilhar os arredores do município, tiveram a ideia de definir o percurso em estradas de terra que liga São Lourenço a Baependi, passando por Soledade de Minas e Caxambu, como Caminho Santo de Nhá Chica. Ela surgiu como uma homenagem e demonstração de fé. No entanto, também apresentou a milhares de fiéis um caminho que passa por povoados e fazendas, onde a natureza inspira a prática do turismo rural.

0 comentários:

Postar um comentário