sábado, 25 de maio de 2013

Boa de bico - Estelionatária aplica golpes na região.


Em 23 de maio às 13:00 horas a Polícia Militar de São Gonçalo do Sapucaí/MG, foi solicitada pelas vitimas L.M.L., 32 anos e R.L.S., 31 anos, as quais relataram serem membros de uma Igreja Evangélica localizada na área central, e que aproximadamente a um mês apareceu uma senhora que se apresentou com nome de I.O.C.S., a qual começou a frequentar os cultos, e contou historias da vida dela, dizendo estar com câncer na cabeça e ter perdido um filho a dois anos.
A cidadã infratora começou a prometer ás vitimas benefícios em dinheiro, já que tem pouco tempo de vida e não possui herdeiros.
De imediato, a autora realizou um deposito na conta da igreja de R$ 100.000,00 que foi bloqueado pelo Banco do Brasil e outro na conta do solicitante L.M.L. no valor de R$ 400.000,00.
Que na data de 20/05/13 verificou o deposito no terminal de autoatendimento do banco, em que estava escrito “saldo a confirmar'' e no mesmo dia a autora pediu a ele a quantia de R$ 10.000,00 que foi depositado na conta corrente dela para despesas de viagem.
A vitima retirou o dinheiro no caixa e entregou-o na mão da autora, e nesta data verificou novamente o saldo da conta corrente, e constatou que o saldo ainda permanecia bloqueado, confirmando que nada foi depositado na conta da igreja.
Já a vitima R.L.S. disse que a autora comprou uma residência e mobiliou o imóvel, e logo pediu para ele a quantia de R$ 2.000,00 para despesas de viagem para Londrina/PR, e ele entregou tal quantia em espécie nas mãos da autora, juntamente com as fotocopias dos documentos para registro da casa, mas descobriu que o cheque usado para compra da residência estava sem fundos.
A testemunha O.B.N., 33 anos, alegou que sua genitora "S." também foi vitima da ação da autora, que prometeu uma casa para ela na cidade de Londrina/PR, tendo ela deslocado com os moveis de mudança da autora em um caminhão contratado pela cidadã infratora, e que  assim que chegaram no destino a autora pegou carona com C.C., marido de "S" até a cidade de Ribeirão Preto/SP, e depois disso não souberam mais da localização da autora.
Diante dos fatos, foi registrado e encerrado o fato na Delegacia de Polícia Civil.
Informação ligue: 181 ou 190.

0 comentários:

Postar um comentário