quinta-feira, 23 de maio de 2013

Mulher foge de cativeiro após ter sido queimada pelo namorado


Uma mulher de 40 anos está internada em estado grave após ter sido queimada e mantida em cárcere privado no bairro Distrito Industrial, em Passos (MG). Segundo a Polícia Militar, a vítima foi agredida, queimada e presa pelo namorado, um funcionário público de 52 anos, dentro da casa dele, na última sexta-feira (17).
De acordo com o subtenente Milton, que atendeu a ocorrência, a mulher conseguiu fugir do homem nesta quinta-feira (23) e procurou ajuda na rua. Ela foi levada ao pronto-socorro por uma agente de saúde e em seguida encaminhada para a Santa Casa de Passos, onde recebeu atendimento e permanece hospitalizada, com queimaduras de terceiro grau nos seios, nas axilas e na barriga.
Ela disse aos militares que conseguiu fugir após o homem ter bebido muito e dormido. A vítima contou que buscou ajuda na rua e que estava caminhando sozinha até o pronto-socorro quando foi encontrada e recebeu ajuda.
Mulher foi queimada e mantida em cárcere privada em Passos. (Foto: Helder Almeida / Clic Folha)Mulher foi queimada e mantida em cárcere privada em Passos. (Foto: Helder Almeida / Clic Folha)
Já o homem suspeito de ter agredido, queimado e mantido a vítima em cárcere privado foi preso pela Polícia Militar pouco tempo depois, próximo à casa dele, que fica em um terreno anexo ao canil municipal, onde ele trabalha em um depósito. Ele confessou ter ateado fogo à mulher após ela ter se trancado no banheiro da casa dele, mas negou mantê-la presa durante os últimos sete dias.
Ainda segundo o subtenente responsável pela ocorrência, o homem disse que arrombou a porta do banheiro onde a mulher estava trancada, tentando se matar. Ele confessou ter jogado álcool em gel no corpo da vítima e ter colocado fogo com um isqueiro.
De acordo com a PM, a casa em que a mulher foi mantida presa durante os últimos dias foi isolada pela perícia, que foi ao local para coletar provas e novas informações do crime. O suspeito foi levado para a Delegacia de Passos, onde permanece detido. O caso foi repassado à Polícia Civil, que vai investigar.


Fonte G1 e PMMG

0 comentários:

Postar um comentário