segunda-feira, 20 de maio de 2013

Universitária é vítima de estupro por 20 minutos durante rodeio em Lavras

O estuprador está preso

Uma universitária foi vítima de estupro por aproximadamente 20 minutos em Lavras, no Sul de Minas Gerais. O crime ocorreu durante a festa "Lavras Rodeo Festival", realizada no Centro de Eventos da cidade, onde a estudante da Universidade Federal de Lavras (Ufla) trabalhou como atendente no bar do camarote nesse domingo (19). O autor do abuso sexual,  A.S, de 22 anos, foi preso  no bairro Colinas da Serra III e por meio de informações passadas pela própria vítima, de 21 anos. O jovem, que foi reconhecido pela universitária, havia ajudado na montagem da estrutura do evento e é natural de Franca, em São Paulo.


De acordo com dados do boletim de ocorrência, a estudante foi estuprada no momento em que percebeu o encerramento do som mecânico e foi até um dos banheiros químicos do rodeio. Na saída, a universitária foi surpreendida por A.S e empurrada de volta para dentro do banheiro. Em seguida, o criminoso agarrou a jovem pelo pescoço, a vítima desmaiou e, mesmo assim, A.S ainda deu vários socos e murros na vítima, que, assim que voltou os sentidos, foi obrigada a tirar a calça.
Ainda segundo o documento policial, o abuso sexual só terminou depois que a universitária mordeu a mão do jovem, conseguiu abrir a porta do banheiro e saiu correndo e pedindo socorro.

A vítima trabalhava no bar do camarote da festa e disse à polícia que foi agarrada por um rapaz quando foi ao banheiro, já quando a festa havia acabado, por volta das 6h30. "O suspeito relatou que viu a porta do banheiro químico entreaberta, entrou e deu uma 'gravata' na vítima e a forçou a manter relação sexual com ele", afirma o delegado. O rapaz disse ainda à polícia que utilizou de bebidas alcoólicas após o expediente, cocaína e estava com a consciência bastante alterada.

A universitária foi levada para a Unidade Regional de Pronto Atendimento (URPA), onde foi medicada e passou por exames que confirmaram o abuso sexual.


Após ser preso, A.S confessou ter mantido relações sexuais com a vítima,  mas afirmou aos policiais que tudo ocorreu com o total consentimento da estudante.
Por meio de uma nota, a empresa organizadora do "Lavras Rodeo Festival", Benassi & Souza Eventos, informou que a vítima e o autor são funcionários de empresas terceirizadas contratadas para prestarem serviços no evento. Porém, a empresa afirmou que “prestou e continuará prestando todo o apoio necessário à vítima”.

0 comentários:

Postar um comentário