quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

"Encantador de mulheres" é preso em Itajubá

Um homem conhecido como “Encantador de Mulheres” e com uma extensa ficha criminal foi preso na manhã desta quinta-feira (26) em Itajubá (MG). Segundo a Polícia Militar, Henrique Aronson, de 53 anos, estava na cidade para aplicar um golpe em uma pedagoga, que é viúva. Ele já esteve preso em outras cidades, acusado de estelionato e era procurado pela polícia.
De acordo com os militares, o homem tinha o costume de procurar vítimas pela internet, seduzi-las ‘virtualmente’ e depois aplicar golpes. Segundo a PM, ele chegou à cidade na segunda-feira (23), vindo de Curitiba (PR) após a mulher em quem ele pretendia aplicar o golpe lhe pagar a passagem. A polícia informou também que os dois já se relacionavam há algum tempo pela internet. 
Ainda de acordo com a polícia, o golpista se hospedou em um hotel no Centro de Itajubá e já tinha convencido a vítima a encomendar um par de alianças no valor de R$ 5 mil em uma joalheria da cidade.
  •  
Homem conhecido como 'Encantador de Mulheres' foi preso em Itajubá (Foto: Luciano Lopes/ TV F5)Homem conhecido como 'Encantador de Mulheres' foi preso em Itajubá (Foto: Luciano Lopes/ TV F5)
Ele chegou a passar a noite de Natal com a família da vítima e foi quando a sobrinha da viúva desconfiou do relacionamento da tia com o homem e foi até a polícia, onde confirmou que ele é o homem conhecido como “encantador de mulheres” e que já fez vítimas em outros estados. "O comportamento dele me fez desconfiar, já que ele dizia que tinha isso, tinha aquilo, que já tinha viajado, que daria uma vida de sonhos para minha tia", contou a sobrinha.
Os militares então foram até o hotel e prenderam o suspeito. Dentro do quarto em que ele estava, foram encontradas quatro malas e dentro delas 30 cartões de banco, vários relógios e perfumes importados. Ao ser detido, o homem disse que trabalhava como agente de turismo.
A polícia informou ainda que ele foi preso em 2011 em Curitiba, onde tentou aplicar um golpe de R$ 900 mil em uma mulher. Ele também tinha mandados de prisão em aberto. Uma das vítimas do suspeito, inclusive, fez um blog na internet para alertar outras mulheres sobre os golpes.

Ele foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Itajubá, onde foi ouvido pelo delegado Arílio Cléber Machado e em seguida liberado. O delegado não foi encontrado para falar porque o homem foi solto, já que existiam mandados de prisão abertos contra ele. O suposto golpista também foi procurado mas não foi localizado para comentar sobre o caso. Ele não possui advogado de defesa.

0 comentários:

Postar um comentário