quinta-feira, 6 de março de 2014

Casas de diretor e agente penitenciário são vítimas de ataques em Itajubá. Um ônibus foi incendiado na mesma noite.




Um ônibus foi parcialmente incendiado e as casas do diretor de um presídio e de um agente penitenciário atacadas entre a noite dessa terça (4) e madrugada desta quarta-feira (5), em Itajubá, no Sul de Minas. A Polícia Civil já assumiu o caso, que a princípio parece se tratar de uma coincidência.
Conforme o delegado Pedro Bezerra, por volta das 22h30 dessa terça, três homens simulando estarem armados invadiram um ônibus no bairro Açude. O coletivo tinha acabado de chegar ao ponto final, quando o trio encapuzado chegou, exigindo que os passageiros descessem rapidamente. Eles jogaram gasolina e atearam fogo. Os suspeitos fugiram a pé. Os bombeiros foram chamados para combater as chamas que danificaram apenas parte do veículo.
"Nessa mesma noite, o portão da casa de um agente penitenciário foi atingido por seis disparos de arma de fogo. Um artefato caseiro inflamável, tipo um coquetel molotov, também foi jogado contra a casa", contou o delegado. Ainda segundo a polícia, o agente trabalha no presídio de Santa Rita de Sapucaí (a 40 km de distância), na mesma região.
Por volta de 1h30, o portão da casa de um dos diretores do presídio de Itajubá - coincidentemente - foi alvo de quatro disparos.
A câmera de segurança do ônibus foi danificada durante a ação, mesmo assim a Civil já solicitou as imagens à empresa. No entorno das residências atacadas, nenhum suspeito foi avistado, além de não haver câmeras nesses imóveis nem na vizinhança. Não houve feridos em nenhum dos atentados.
Uma equipe do Departamento de Operações Especiais (Deoesp), de Belo Horizonte, já está na cidade para auxiliar nas investigações.
Ninguém foi preso.

0 comentários:

Postar um comentário