quarta-feira, 26 de março de 2014

Perigosa e debochada - Mulher é suspeita de mais de 20 assassinatos em Minas

Deboche: Adenilza ri para as câmeras ao ser apresentada para a imprensa

A Polícia Civil apresentou na manhã desta quarta-feira (26) duas mulheres que são as principais suspeitas do assassinato de uma jovem de 20 anos em janeiro, em uma praça de Paraguaçu (MG). Segundo a polícia, Beatriz Cândido Ferreira foi morta após ter discutido com uma das suspeitas. A mulher levou dois tiros na cabeça na madrugada do dia 26 de janeiro.
Brenda Pereira Cristino, de 20 anos, foi presa em Três Corações (MG). Já Adenilza Teodora de Oliveira, de 33 anos, foi presa na casa dela em Ribeirão das Neves (MG). Conforme a polícia, as mulheres detidas têm ligação com o tráfico de drogas na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Adenilza, que atirou em Beatriz, segundo a polícia, tem uma extensa ficha criminal e é suspeita de ter cometido pelo menos 20 homicídios em Minas Gerais. Durante todo o momento em que ela foi apresentada para a imprensa, ela sorriu para as câmeras, mostrando ser uma bandida fria e sem nenhum sentimento de remorso pelos crimes cometidos.
As suspeitas negam a participação no crime. Em uma foto divulgada pela polícia, Brenda, a mais nova, aparece ostentando dinheiro.

Suspeitas de matar jovem de 20 são presas em Paraguaçu (Foto: Reprodução EPTV / Tarcísio Silva)Brenda, de 20, à esquerda e no detalhe da foto ostentando dinheiro e Adenilza, à direita e sorrindo: suspeita de participação em 20 homicídios em Minas Gerais (Foto: Tarcísio Silva)
 As duas mulheres foram levadas para a Cadeia de Paraguaçu. Segundo o delegado Eduardo Braga Correa, o caso ainda não está encerrado e continuará sendo investigado.


Fonte G1

0 comentários:

Postar um comentário