terça-feira, 18 de março de 2014

Unifei suspende aulas em luto pela morte de 5 estudantes em acidente

A Universidade Federal de Itajubá (Unifei-MG) suspendeu as aulas nesta terça-feira (18) e decretou três dias de luto pela morte dos cinco estudantes em um acidente de carro nesta segunda-feira (17). Em nota oficial, a universidade transmitiu condolências às famílias dos jovens e se colocou à disposição para apoio.
A bandeira da universidade amanheceu a meio mastro, gesto que representa o luto de alunos, professores e funcionários. "É uma situação muito difícil, pra todos nós, eu pessoalmente fui professora de uma das alunas. A tristeza dos pais comove todos nós, como pais e professores", disse a chefe de gabinete da reitoria Eliane Melloni.
A universidade também disponibilizou um ônibus para levar um grupo de alunos que estudava com as vítimas até o velório dos jovens, em São José dos Campos (SP). "É uma perda muito grande para a turma, a gente passou um ano inteiro todos juntos, e a gente só faz planos para o futuro, não faz planos para acabar 'né'", lamentou um dos estudantes da engenharia, Lucas Saiki.
Ônibus Unifei-MG (Foto: Edson de Oliveira / EPTV)Ônibus da Unifei-MG levou estudantes para velório em São José dos Campos (Foto: Edson Oliveira / EPTV)
Velório e enterros
Os corpos dos cinco universitários foram velados em São José dos Campos (SP), Taubaté (SP) e Mogi das Cruzes (SP), onde as famílias dos estudantes moram, de acordo com informações do G1 Vale do Paraíba. João Vinícus de Souza Silva, de 18 anos, foi velado no Cemitério das Paineiras, em Taubaté. O enterro foi realizado às 11h no mesmo local.
Em São José dos Campos estão sendo velados os corpos de Stephanie Kogake Rodrigues, de 19 anos, na Capela do CTA,  e Guilherme Alves Limeira, de 20 anos, na Igreja Santa Terezinha. Thiago Bertoncello Domingues, de 19 anos, foi velado na Urbanizadora Municipal e o corpo cremado às 10h. Em Mogi das Cruzes, a estudante Carolina Emi Gunju, de 24 anos, está sendo velada no Sagrado Coração de Jesus.
O estudante Thiago Bertoncello Domingues (Foto: Reprodução/EPTV)O estudante Thiago Bertoncello Domingues
(Foto: Reprodução EPTV)
Acaso
Ildemar Martins, padrasto de Thiago Bertoncello Domingues, afirmou ao G1 Vale do Paraíbanesta terça-feira (18) que o enteado ia de ônibus para a faculdade, mas de última hora aceitou a carona dos amigos. "Dessa vez ele ia de ônibus. A mãe deixou ele na rodoviária e essa turma viu ele no ponto e ofereceu carona. Foi de última hora e ele foi. Era um menino de ouro, nunca deu trabalho, estudioso, é muito triste isso", afirmou.
Thiago Bertoncello Domingues, de 19 anos, estava no segundo ano de engenharia elétrica. Segundo o padrasto, o jovem voltava com frequência para o Vale do Paraíba para poder passar os finais de semana com a mãe. "Ele voltava todo fim de semana. Morava em uma república lá em Minas e era comum ele pegar carona com amigos para ir ou voltar."
Guilherme Alves Limeira (Foto: Reprodução / EPTV)Guilherme Alves Limeira (Foto: Reprodução EPTV)
Carona
Guilherme Alves Limeira, de 20 anos, que dirigia o carro, estava no 3°ano de engenharia química e havia ganhado o veículo há pouco tempo do pai. "(O pai) comprou um carro para usar na lavanderia que tem e resolveu deixar o dele para o Guilherme usar, até para ir para a faculdade com o carro, ter mais liberdade", afirmou a tia avó da vítima, Flávia Camargo, ao G1 Vale do Paraíba.
Segundo ela, era comum o estudante se reunir com outros amigos para irem juntos até a faculdade ou voltar para o Vale do Paraíba. Pela internet, ele organizou a viagem e ofereceu carona aos colegas. "De um tempo para cá começou a ir de carro e fazer a carona que eles costumam fazer. Ele já estava acostumado a ir para lá de carro, de carona ou de ônibus. A gente sabia que era uma estrada perigosa... a gente não sabe muito bem como foi que aconteceu, a única coisa que a gente sabe é que ele bateu de frente em um caminhão."
Velório de João aconteceu nesta terça-feira (18) (Foto: Reprodução/TV Vanguarda)Velório de João aconteceu nesta terça-feira (18)
(Foto: Reprodução/TV Vanguarda)
Estudante premiado
João Vinícius de Souza Silva, de 18 anos, estudava engenharia mecânica aeronáutica e havia passado em primeiro lugar na Unifei, além de ter sido premiado na Olimpíada Brasileira de Física em 2010. "Ele também foi aprovado na USP, mas fez opção pela Unifei e estava encantado. Era um menino predestinado", disse Vanessa Carla Landim, prima do jovem, ao G1 Vale do Paraíba. O corpo da vítima foi velado em Taubaté na manhã desta terça-feira.
Stephanie Kogake Rodrigues, de 19 anos, era estudante de engenharia mecânica e filha de militar e Carolina Emi Gunji, de 24 anos, era estudante de engenharia ambiental.
Acidente
Cinco pessoas, entre 18 e 24 anos, morreram em um acidente nesta segunda-feira (17) na MG-295 próximo a Brazópolis (MG). Segundo a Polícia Rodoviária, o motorista do carro, de 20 anos, perdeu o controle em uma curva e bateu de frente com um caminhão da Companhia Elétrica Rizal, que seguia no sentido contrário da rodovia.
Carro bateu em caminhão na Rodovia MG-295, em Brazópolis (Foto: Saulo José da Silva)Carro bateu de frente com caminhão na Rodovia MG-295, em Brazópolis, MG (Foto: Saulo José da Silva)
De acordo com o Corpo de Bombeiros, todas as vítimas estavam no carro e morreram no local. Alguns corpos ficaram presos às ferragens. Uma das vítimas só foi descoberta após a remoção do carro do barranco. Ela estava prensada no veículo. O condutor do caminhão não teve ferimentos.
Todas as vítimas eram estudantes da Universidade Federal de Itajubá (Unifei) e moravam em São José dos Campos (SP). Stephanie Kogake Rodrigues, de 19 anos, era estudante de engenharia mecânica; João Vinícius de Souza Silva, de 18 anos, estudava engenharia mecânica aeronáutica; Carolina Emi Gunji, de 24 anos, era estudante de engenharia ambiental; Thiago Bertoncello Domingues, de 19 anos, era estudante na engenharia elétrica e Guilherme Alves Limeira, de 20 anos, que dirigia o carro, estudava engenharia química.

0 comentários:

Postar um comentário