sábado, 21 de fevereiro de 2015

Avião cai no sul de minas e mata 4 pessoas

Quatro pessoas morreram depois que um avião monomotor Cessna com prefixo PTKBV caiu na zona rural de Bueno Brandão (MG) no início da tarde desta quinta-feira (19). Segundo o Corpo de Bombeiros, a aeronave caiu em meio a uma mata de difícil acesso no bairro da Torre. Ainda conforme os bombeiros, a aeronave bateu nas árvores e se despedaçou.
Testemunhas disseram que o avião perdeu altitude até bater nas árvores. Segundo os bombeiros, foram encontrados dentro do avião documentos do piloto Eduardo Laurentiz de Caiado Castro, de 31 anos; Talita Mariana Fornel, de 28 anos e Júlia de Salles Caiado Castro, de 25 anos, além de um quarto ocupante, identificado como Eduardo Martinelli.
Segundo Corpo de Bombeiros, aeronave caiu entre árvores em Bueno Brandão (Foto: Polícia Militar)Segundo Corpo de Bombeiros, aeronave caiu entre árvores em Bueno Brandão (Foto: Polícia Militar)
Documentos pessoais e talões de cheques de um dos donos do avião, Denilton Gubolin de Salles, de 54 anos, foram encontrados dentro da aeronave, o que levou as autoridades a acreditarem que ele seria a quarta vítima. No entanto, ele não estava no aparelho.
"Foi um estrondo muito grande. Era meio-dia, a gente estava na lavoura de batata aqui perto quando a gente ouviu o barulho do avião caindo e o estrondo. A gente não viu o avião, só ouviu o barulho", disse o lavrador Salvador José Mariano, de 60 anos, que chamou a polícia.
Avião que caiu em Bueno Brandão aparece em foto em perfil de piloto em rede social (Foto: Reprodução Instagram)Avião que caiu aparece em foto em perfil de pilotoem rede social (Foto: Reprodução Instagram)

Conforme informações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a aeronave havia decolado de Paraty (RJ) com destino a Ribeirão Preto (SP). O último contato com o piloto havia sido feito na região de Bragança Paulista (SP). A aeronave havia sido comprada em fevereiro de 2014 e estava regular. No perfil de uma das vítimas em uma rede social, foi postada uma foto que mostra o grupo dentro do avião. Eles teriam passado o carnaval em Paraty. No perfil do piloto, também aparece a foto da aeronave.
Ainda conforme os bombeiros, o acidente deixou destroços espalhados por uma área extensa próxima ao local da queda. Uma equipe do Cenipa, da Aeronáutica, foi ao local para fazer a perícia. Por volta de 17h, a perícia liberou a retirada dos corpos do local do acidente.
Familiares das vítimas seguiram para Bueno Brandão para cuidar da transferência dos corpos. Os horários de velórios e sepultamentos ainda não foram definidos, mas devem ocorrer nesta sexta-feira (20) em Franca, Ribeirão Preto, Sertãozinho e Jaboticabal.
Perfil das vítimas
O empresário Eduardo Laurentiz de Caiado Castro completaria 32 anos na próxima semana. Ele era dono de uma pizzaria em Ribeirão Preto e casado com Júlia de Salles Caiado Castro, que também estava no avião. Ela tinha 25 anos, era advogada e filha do proprietário da aeronave, o advogado trabalhista Denilton Gubolin de Salles, que não estava a bordo. A família de Talita Mariana Fornel, de 28 anos, é proprietária de um frigorífico em Pedregulho (SP) e de uma distribuidora de carnes em Franca (SP). O namorado dela, o empresário Eduardo Martinelli, tinha 25 anos e era dono de uma metalúrgica em Sertãozinho (SP).
Vítima postou em perfil de rede social uma foto com o grupo dentro do avião (Foto: Reprodução Facebook)Vítima postou em perfil de rede social uma foto com o grupo dentro do avião (Foto: Polícia Militar / Reprodução Instagram)
Conforme Anac, monomotor decolou de Paraty (RJ) com destino a Ribeirão Preto (SP) (Foto: Daniela Ayres / G1)Conforme Anac, monomotor decolou de Paraty (RJ) com destino a Ribeirão Preto (SP) (Foto: Daniela Ayres / G1)




Fonte G1 e ANAC


0 comentários:

Postar um comentário