segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Samu já funciona em São Lourenço e região




O funcionamento do Serviço de Atendimento de Urgência (Samu) na região, iniciado no sábado (31), está transcorrendo dentro da normalidade. De acordo com os profissionais plantonistas dessa segunda-feira (2), na sede descentralizada de São Lourenço, nesses três primeiros dias, não foi feito nenhum atendimento de casos muito graves, mas já foram feitos atendimentos de pequenas e médias complexidades, como foi o caso de uma gestante levada para o hospital. E, segundo a Central de Regulação, com sede em Varginha, o principal problema nesse início, estão sendo os trotes passados ao número 192 e os pedidos desnecessários.
Diante desses problemas, a Central solicita o apoio da população na conscientização das pessoas quanto à seriedade do serviço, que tem a responsabilidade de salvar vidas. E esclarece em quais casos se deve ligar 192 e acionar o Samu: na ocorrência de problemas cardio-respiratórios; casos de intoxicação exógena; em caso de queimaduras graves; em trabalhos de parto onde haja risco de morte da mãe ou do feto; em casos de tentativas de suicídio; em crises hipertensivas; quando houver acidentes/traumas com vítimas; em casos de afogamentos; em casos de choque elétrico; em acidentes com produtos perigosos.
Em São Lourenço, o funcionamento do Samu é muito importante porque, juntamente com o Corpo de Bombeiros, prestará um serviço especializado, com profissionais capacitados e dentro das normas sanitárias de atendimento de urgência e remoção. Com isso, os veículos da Secretaria Municipal de Saúde ficam disponíveis apenas para remoção de pacientes entre clínicas, hospitais e instituições que prestam serviços de saúde, melhorando também o Tratamento Fora de Domicílio (TFD).


Confira abaixo o relatório de atendimentos emitido pelo sistema da Central de Regulação.
Período: 31.01.2015 a 02.02.2015
TOTAL DE LIGAÇÕES: 1098
01 - Total de ligações consideradas trotes: 232 - 21,13%
02 - Total de ligações que resultaram em orientações médicas: 79 - 7,20%
03.- Total de ligações que resultaram em orientações não médicas (técnicos e enfermeiros regularam sem necessidade de transferência para o médico): 453 - 41,26% (casos: pedido de curativo/aplicação de injeção etc)
04- Total de ligações perdidas (mudas/desligaram/não completadas): 301 - 27,41%
05. Total de ligações com atendimento cancelado: 33 - 3%
TOTAL DE ATENDIMENTO DAS AMBULÂNCIAS: 116
USA: (Unidade de Suporte Avançado): 20 - 17,25%
USB: (Unidade de Suporte Básico): 96 - 82,75%
TOTAL DE ATENDIMENTO POR CAUSAS: 116
Causas clínicas: 71 - 61,21% 
Causas pediátricas: 2 - 1,73%
Causas traumáticas: 31 - 26,72%
Causas psiquiátricas: 02 - 1,73%
Causas obstétricas: 10 - 8,62%

Cidades onde houveram atendimentos das chamadas:
Cambuí/Lavras/Lambari/Campo do Meio/Muzambinho/Monte Sião/Três Corações/Três Pontas/Monsenhor Paulo/Itajubá/ Boa Esperança/Baependi/Jacutinga/ Varginha/São Gonçalo do Sapucaí/Santa Rita do Sapucaí/Extrema/São Sebastião do Paraíso/Guapé/Guaxupé/São Lourenço/Paraisópolis/Cássia/Passos/Pouso Alegre/Delfinópolis.



0 comentários:

Postar um comentário