segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Seminário para tratamento da depressão pelo magnetismo

Clique na imagem para abrir


“TRATAMENTO DA DEPRESSÃO PELO MAGNETISMO”.

O Seminário será realizado nos dias 21 e 22 de novembro, nas dependências do Centro Espírita Auxiliadores Espirituais, na cidade de São Lourenço, em Minas Gerais.
A par da medicação ordinária, elaborada pela Ciência, o magnetismo nos dá a conhecer o poder da ação fluídica e o Espiritismo nos revela outra força poderosa na mediunidade curadora e a influência da prece. — In: O Evangelho Segundo o Espiritismo - Cap. XXVIII- "Preces Espiritas", item 77.
 “Se tivermos que ficar fora da Ciência do magnetismo, nosso quadro ficará incompleto e poderemos ser comparados a um professor de Física que se abstivesse de falar da luz”. A. Kardec - Revista Espírita de março de 1858

No sábado será apresentação da palestra do Francisco Eustachio, espírita, jornalista, coordenador das atividades relacionadas ao tratamento magnético desenvolvidas no Grupo Espírita Regeneração/Rio de Janeiro, que atualmente realiza quatro sessões de tratamento na semana, assistindo um número de cinquenta pessoas, sendo que nas sextas-feiras o tratamento é destinado apenas às crianças. É quem ministra os cursos de estudo teórico e prático do passe e do magnetismo, com carga horária de 56 horas/aula, no período de seis meses.
No domingo será a apresentação dos trabalhos do José Marcos, presidente e médium de curas no Centro Espírita Claudionor de Carvalho (médico chileno quando encarnado) e Maria José médium de magnetismo na mesma casa em Itabuna estado da Bahia.
O palestrante de sábado,fará na parte da tarde, uma exposição sobre as observações e os resultados obtidos com a utilização das técnicas preconizadas pelo Jacob Melo no livro a Cura da Depressão pelo Magnetismo.
No domingo, José Marcos fará a apresentação das técnicas desenvolvidas na casa espírita Claudionor de Carvalho e os resultados obtidos, destacando o lado positivo desta técnica de tratamento nos casos de depressão que atua fortemente no refluxo das energias, com ênfase nos centros vitais dos membros inferiores.
É desnecessário informar que toda esta metodologia está inserida nas obras de Kardec e nos livros dos Magnetizadores Clássicos, como Mesmer.
A abertura dos trabalhos, no sábado, ficará a cargo do Dr. Walter Pereira Alves, presidente do Grupo Espírita Regeneração no Rio de Janeiro,diplomado em Direito, Filosofia e Economia, sendo que esta última diplomação se deu nos EUA.
Ingressou no Grupo Espírita Regeneração - GER, o único grupo espírita fundado pelo Dr. Bezerra de Menezes em 1891, no final da década de 60. Exerce o cargo de Presidente eleito desde o ano de 2003.
Ao final de cada exposição serão abertos espaços para as perguntas relacionadas aos assuntos tratados no seminário.

Solicitamos a divulgação do seminário.
Um breve relato sobre a depressão:
·  Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão afeta cerca de 340 milhões de pessoas e causa 850 mil suicídios por ano em todo o mundo. No Brasil, são cerca de 13 milhões de depressivos.
·  Depressão e ansiedade são responsáveis pela metade (740 milhões de pessoas) das doenças mentais existentes no mundo, segundo a OMS.
·  Pesquisa desenvolvida no Brasil aponta que de 2% a 5% das crianças sofrem de transtornos depressivos.
·  Quem já teve um episódio de depressão no passado corre 50% de risco de repeti-lo. Caso tenha tido dois casos, a probabilidade de voltar a ter a doença pode chegar a 90%, sendo essa percentagem superior em caso de três episódios.
·  A síndrome do pânico atinge de 2% a 4% da população mundial, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS).
·  Estudo realizado nos EUA e publicado em 1984 mostra que 68% das mulheres e 60% dos homens pesquisados que tinham transtorno do pânico estavam desempregados na época. Revela ainda que pessoas com este distúrbio procuram atendimento médico sete vezes mais do que a população comum.
·  Pessoas que sofrem de depressão têm risco três vezes maior de desenvolver a doença de Parkinson, segundo pesquisa desenvolvida na Holanda.
·  Cerca de 15% das mulheres relatam sintomas de depressão nos seis meses que se seguem ao nascimento de um filho.
·  A Depressão é apontada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) como a quinta maior questão de saúde pública e até 2020 deverá estar em segundo lugar.
·  10% da população mundial já tiveram depressão, 60% não fazem tratamento e apenas 50% são diagnosticados corretamente.
·  Apesar de atingir uma grande parte da população - 17 milhões apenas no Brasil -, a depressão, muitas vezes, não é diagnosticada nem tratada de maneira adequada. Hoje a doença é a quarta causa global de incapacidade e deve se tornar a segunda até o ano de 2021. Além disso, a Organização Mundial da Saúde estima que cerca de 75% das pessoas com depressão não recebem tratamento adequado.



0 comentários:

Postar um comentário