quarta-feira, 25 de novembro de 2015

LAMA EM BRASÍLIA… VAI AFOGAR DILMA,RENAN E CUNHA!

lama em brasília










O país ainda não entendeu direito o que aconteceu na manhã desta quarta, 25 de nov de 2015. Brasília acordou sob o impacto da prisão do mais importante senador  do PT – Delcídio Amaral – líder do governo Dilma no Congresso. acusado de obstruir o trabalho da justiça, arquitetar a fuga de preso federal e comprometer a honorabilidade do Supremo, insinuando em conversas privadas que teria condições plenas de cooptar Ministros para decidir em favor de acusados na operação Lava Jato.
Delcídio se enganou… mostrou ser um político pequeno, militando num partido minúsculo, dominado por moluscos cegos…
Diz o Ministro Celso de Mello –   “O contexto que emerge do caso revela fato gravíssimo: a captura do Estado e de instituições governamentais por organizações criminosas. É preciso esmagar, é preciso destruir com todo o peso da lei – respeitada a garantia constitucional – esses agentes criminosos.”
Diz a Ministra Carmem Lúcia – “Primeiro, se acreditou que a esperança venceu o medo. No mensalão, se viu que o cinismo venceu o medo. E, agora, que o escárnio venceu o cinismo”.  “Criminosos não passarão sobre o Supremo

Em gravações, Senador do PT, preso pela PF, entrega Dias Toffoli, Zavascki e outros



CAIU A CASA GERAL
Eles queriam que Nestor Cerveró não assinasse a delação premiada, delação essa que deve derrubar todos de uma vez. Some-se à isso, a prisão do  amigão de Lula, Bumlai, Zé Dirceu, André Vargas, Marcelo Odebrecht, João Vaccari Neto e outros pilantras que já estão na jaula.
Uma gravação com 1 hora e 35 minutos revela como o líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS), ofereceu R$ 50 mil mensais ao ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró para que ele não fechasse acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal. No diálogo ocorrido no dia 4 de novembro em um quarto do hotel Royal Tulip, em Brasília, o petista também propôs ao filho de Cerveró, Bernardo Cerveró, que, se o ex-diretor realmente optasse por um acordo com os procuradores da República, ele não o citasse. A gravação embasou a prisão de Delcídio nesta quarta-feira (25) pela Polícia Federal na Operação Lava Jato. O parlamentar petista é acusado pela PGR de estar atrapalhando as investigações. A gravação foi feita em um celular de Bernardo. Além de Delcídio e do filho de Cerveró, também participou do encontro o advogado Edson Ribeiro, que era responsável pela defesa de Cerveró na Lava Jato. No dia 19, a Procuradoria Geral da República recebeu o áudio com a íntegra da conversa por meio de uma advogada de Bernardo, que atuou no acordo com o Ministério Público.


TRECHOS DA GRAVAÇÃO COM AS PILANTRÍCES
Diálogo
MAIS
Fuga01.jpg
MAIS
Fuga02.jpg
E AGORA? ONDE VÃO ENFIAR A CARA? CADÊ O POVO NAS RUAS?


0 comentários:

Postar um comentário