sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Parabéns, coronel Leonel!


Ele faz 101 anos e quem ganha presente é o Hospital

Em mais um 18 de dezembro, celebramos a vida exemplar do tenente coronel LEONEL JUNQUEIRA - ex-combatente da 2ª Guerra Mundial, cidadão honorário de São Lourenço (título concedido em 2000) e de destacada atuação em prol da comunidade. HOJE, ELE COMPLETA 101 ANOS DE IDADE. Nós, do Hospital São Lourenço, muito nos orgulhamos em tê-lo como benemérito: Leonel foi MEMBRO DO CONSELHO CURADOR da instituição - de 1º de junho de 1969 a 17 de fevereiro de 2003 - e, também, PROVEDOR DO HOSPITAL - de 8 de novembro de 1979 a 24 de maio de 1984 (fontes: atas de reuniões do Conselho Curador).
E num belo ato de quem tanto se faz presente no Hospital, coronel Leonel DOOU ONTEM, À INSTITUIÇÃO, A IMPORTÂNCIA DE R$ 5.000,00 (CINCO MIL REAIS). Na foto (esquerda para direita): Rosa (filha de Leonel), ao lado do pai; Regina da “Abelhinha” (voluntária do Hospital, sobrinha de Leonel) e Marcos Querino (Comunicação/Ouvidoria do Hospital), recebendo o cheque-doação. “Anualmente, procuro colaborar diante da importância do Hospital para cada um de nós, pois sei bem o quanto é difícil administrar uma instituição que depende dos recursos do SUS”, explicou o coronel.
Lúcido, conversando e se movimentando naturalmente, Leonel é de uma vitalidade impressionante. Ele se lembra de toda a preocupação que tinha quando era provedor. “Como queria fazer o melhor pelo Hospital, colocava a cabeça no travesseiro já preocupado com os compromissos do dia seguinte. Foram tempos difíceis, mas é muito bom ver que, hoje, a instituição se encontra tão fortalecida”, comemora.
Obrigado, coronel Leonel! Que Deus sempre abençoe sua vida em abundância, proporcionando-lhe muita saúde e realizações, junto a seus familiares e amigos.

Conheça um pouco mais da história do coronel Leonel:
“Leonel Junqueira nasceu em São Paulo/SP, no dia 18 de dezembro de 1914. É filho de Ignácio Eugênio Junqueira e Carolina Reale Forastiere. Fez seus estudos preliminares em uma escola municipal e no Grupo Escolar Melo Viana, em São Lourenço/MG. Continuou seus estudos no Ginásio São Sebastião, em Cruzília/MG e no Instituto Superior de Preparatórios (ISP) do Rio de Janeiro/RJ.
Em 1° de novembro de 1933, ingressou no Exército, para prestação do Serviço Militar. Tomando gosto pelas armas, fez diversos cursos que lhe deram acesso aos quadros da hierarquia militar - passando por todos os postos, até Tenente Coronel.
É veterano da Segunda Guerra Mundial, tendo embarcado no 2° Escalão como integrante do Serviço de Guerra Química da FEB. Encerrou a carreira militar a pedido, aos trinta anos de efetivo serviço, tendo sido transferido para a reserva, por decreto publicado no Diário Oficial da União, de 26 de abril de 1963.
Casado com a saudosa Maria Aparecida Junqueira, tiveram uma filha: Rosa Maria.
Tendo saído relativamente moço do serviço ativo do Exército, dedicou grande parte da sua vida à comunidade que o acolheu na infância, São Lourenço, onde exerceu várias atividades de cunho estritamente social, entre as quais: provedor do Hospital da Fundação Casa de Caridade de São Lourenço; presidente do Conselho da Sociedade São Vicente de Paulo; fundador e presidente do Serviço de Obras Sociais (SOS) e um dos fundadores do primeiro grupo de Alcoólicos Anônimos (AA) de São Lourenço.
Na área política, atendendo a pedidos de amigos, elegeu-se vereador (sem subsídios) na década de 70, tendo recebido uma expressiva votação, que o colocou em segundo lugar entre os eleitos.
No campo religioso, pauta sua vida seguindo os ensinamentos da Igreja Católica Apostólica Romana.
Em datas mais recentes, lançou-se na literatura como ensaísta, escrevendo três obras: “Pouso Alto - sua gente e sua História”; “Genealogia das famílias Junqueira e Forastieri” e “Força Expedicionária Brasileira - Fragmentos de História”.
Títulos recebidos:
- em 1992, recebeu da Rádio Mineira do Sul (Passa Quatro/MG) o título de “Personalidade do Ano”, na área da Literatura;
- em 1993, recebeu o Diploma de Sócio-Correspondente do Instituto Histórico e Geográfico de Campanha/MG;
- em 1996, foi agraciado com a Medalha Marechal Mascarenhas de Moraes;
- em 2000, recebeu o título de Cidadão Honorário de São Lourenço;
- em 2001, recebeu o título de Cidadão Honorário de Pouso Alto.
(fontes: “São Lourenço Jornal” e site “A Nossa Vitoriosa Força Expedicionária Brasileira”)

Feliz aniversário, coronel Leonel!

A comunidade de São Lourenço e região, o Hospital São Lourenço e todas as demais instituições que contaram com seu abnegado trabalho (em prol das mesmas) te abraçam calorosamente, nesta tão importante data.

1 comentários:

Vitor e Ana disse...

Herói da FEB e dedicado a comunidade! A Cobra Continua Fumando!!

Postar um comentário