terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Agressor de segurança já foi autuado por tráfico e tentativa de homicídio



comerciante Luiz Felipe Neder Silva, de 34 anos, preso após agredir uma das seguranças de um clube em Três Corações (MG), neste fim de semana já tinha outras passagens pela polícia. Segundo a Polícia Civil, ele já havia sido autuado por tráfico de drogas e por tentativa de homicídio. Os policiais, no entanto, não confirmaram a atual situação dos processos.
Ele teve a prisão preventiva decretada neste domingo (18) pelo juiz Rodrigo Heleno Chaves, após ser flagrado agredindo com um soco e um chute a segurança Edvânia Nayara Ferreira, de 23 anos, em um clube da cidade no último sábado (17). Nesta segunda-feira (19), ela se emocionou ao falar sobre o caso e pediu para que nenhuma mulher se calasse quando passasse por situações parecidas.
Segundo parentes, o comerciante estava desempregado. Em 2006, ele trabalhou como agente penitenciário em Belo Horizonte (MG), mas ficou menos de um ano no cargo. A Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) não quis comentar o motivo do desligamento. O último lugar em que ele trabalhou foi em uma fábrica de tijolos da cidade. A sociedade durou seis meses.
O comerciante Alexandre Almeida é amigo de Felipe e diz que ele é uma pessoa tranquila, mas que não aceita levar desaforos para casa e que se transforma quando ingere bebidas alcoólicas. “O Felipe tem um problema: ele bebeu, ele sai de si, ele sai do sério e se transforma. Ele fica meio agressivo”, disse.
Almeida disse ainda que ele e a delegada Ana Paula Gontijo estavam em uma relação estável há dois anos e que nunca soube dele ter sido agressivo com ela. “São tranquilos, era um casal tranquilo".
No entanto, segundo uma moradora que preferiu não ser identificada, a fama de Felipe já era conhecida na cidade. “Em vez de ser Felipe da Bia, que ele era conhecido, o povo nomeou ele como ‘Felipe da briga’, porque onde ele chegava tinha uma briga. A maioria das festas que a gente frequentava era isso que acontecia”, afirmou.
 (Veja abaixo o momento da agressão)









Protesto
Moradores de Três Corações realizaram uma manifestação na noite desta segunda-feira em apoio à Edvânia. Eles pediram mais segurança e caminharam pelas ruas do Centro da cidade com apitos e cartazes. A segurança também participou da passeata.
Moradores protestam contra violência em Três Corações (Foto: Reprodução EPTV)Moradores protestam contra violência em Três Corações (Foto: Reprodução G1)












Entenda o caso
Felipe Neder foi preso no sábado após agredir a segurança após uma festa em um clube de Três Corações. O comerciante estaria agredindo a esposa quando Edvânia interviu e acabou sendo alvo de um soco e chute no rosto. No domingo, ela chegou a dizer que ele não merecia perdão e que seguiria adiante com as medidas legais.
De acordo com o boletim de ocorrência, registrado pela Polícia Militar por volta das 18h, a mulher do suspeito, identificada como Ana Paula Kich Gontijo, de 44 anos, saiu do local antes da chegada dos policiais. No entanto, o boletim informa que ela entrou em contato com a PM cerca de 1h depois confirmando ter sido agredida.
Antes de ser detido, Felipe ainda teria agredido e quebrado dois dentes do motorista Enioberto José de Jesus, de 30 anos, que é sócio do clube e teria pedido calma ao comerciante. O motorista também registrou boletim de ocorrência na delegacia da cidade. Silva teve a prisão decretada neste domingo. A Procuradoria Especial da Mulher do Senado emitiu uma moção de repúdio à agressão.
Edvânia momentos antes de começar o expediente deste sábado (17) em clube de Três Corações, MG: ela estava há um mês no emprego de segurança (Foto: Arquivo pessoal/Edvânia Nayara)

Edvânia momentos antes de começar o expediente deste sábado (17) em clube de Três Corações, MG: ela estava há um mês no emprego de segurança (Foto: Arquivo pessoal/Edvânia Nayara)De acordo com informações, a delegada mulher de Felipe pagou a fiança e libertou seu algoz e da guarda Edvânia.

0 comentários:

Postar um comentário