quinta-feira, 6 de abril de 2017

Incríveis coincidências que o farão questionar muitas coisas as respeito do mundo…

O que algumas pessoas chamam de coincidências estranhas, outros chamam de "sincronicidade". Ao longo deste artigo, vamos contar histórias incríveis que poderão mudar seu ponto de vista quanto às certas coincidências. Será que tudo tem uma razão para acontecer? Todos os casos descritos abaixo realmente aconteceram, sem tirar, nem por. Alguns são "simples" coincidências históricas, apesar de que, matematicamente, as chances fossem ínfimas de acontecerem. Que loucura!

1. Possíveis gêmeos

Vocês sabem quem é Enzo Anselmo Ferrari? Por acaso, já viu alguma foto dele? Bem, vamos levá-lo dar uma voltinha pela história então. Ferrari, fundador de uma das marcas de carros esportivos mais conhecidas do mundo, nasceu na cidade de Modena, em 18 de fevereiro de 1898 e morreu no dia 14 de agosto de 1988. Exatamente três meses após a morte de Ferrari, Mesut Özil, famoso jogador de futebol, nasceu em outro país, no dia 15 de outubro de 1988. Ferrari é italiano, enquanto Ozil é alemão. A questão é: Mesut Özil seria uma reencarnação de Enzo Anselmo Ferrari? Muitos acreditam que sim, porque, além da semelhança, a Ferrari é uma marca de luxo, algo a que se pode permitir o famoso jogador. Você acha que isso pode ser verdade?




2. A premonição do Titanic

O romance "Futilidade", escrito em 1898, pelo autor americano Morgan Robertson, mostra algumas semelhanças sinistras com a famosa história do naufrágio do Titanic. Quão parecidas? No livro, o navio é descrito como o maior navio da época e é chamado Titan. O Titanic media apenas 25 metros de comprimento a mais do que o representado no livro. Ambos os navios foram descritos como "inafundáveis", atingiram um iceberg e afundaram em meados de abril. Ambos eram capazes de atingir velocidades de mais de 20 nós. Apesar de levarem milhares de passageiros a bordo, ambos usavam o mesmo número de botes salva-vidas. Coincidências?

3. Tragédia na represa de Hoover

Durante a construção desta represa, muitas pessoas morreram. Em 20 de dezembro de 1922, um funcionário do Escritório de Reivindicações caiu no rio Colorado, durante uma expedição geológica, vindo a falecer sem deixar vestígios. A última tragédia ligada à barragem ocorreu exatamente no dia 20 de dezembro de 1935. Naquele dia, um jovem que trabalhava em uma das torres de admissão também caiu. A coincidência de ambas as mortes terem ocorrido em um dia 20 de dezembro é muito curiosa, mas há mais um fato chocante que liga essas tragédias: na primeira morte, em 1922, o homem afogado foi J. G. Tierney e quem caiu, em 1935, foi Patrick Tierney, seu filho...



4. Primeiros carros a se chocar

Em 1891, o engenheiro James Lambert estava dirigindo uma de suas invenções, um carro a gasolina, quando ele se deparou com um pequeno problema. Juntamente com outro passageiro, chamado James Swoveland, o carro bateu na raiz de uma árvore que saía do chão e perdeu o controle, batendo diretamente contra um modelo idêntico, que também estava em testes. Embora não tenham havido mortes, eram os dois únicos modelos que estavam em produção em Ohio e colidiram um no outro.

5. Lincoln y Kennedy

Esses dois importante presidentes da história dos Estados Unidos têm algumas semelhanças entre si que os convertem em pessoas ainda mais interessantes. Ambos foram mortos numa sexta-feira, com uma bala na parte de trás da cabeça, pouco antes de um feriado (Lincoln, antes da Páscoa, e Kennedy, antes de Ação de Graças). Ambos tinham quatro filhos quando morreram. Ambos tinham um amigo chamado Billy Graham e enquanto Kennedy tinha uma secretária chamada Lincoln, Abraham Lincoln tinha uma secretária que tinha John no nome. Os sucessores desses dois presidentes eram vice-presidentes e ambos democratas sulistas chamados "John".


6. Primeiro e último soldado morto

Incrivelmente, às vezes as coincidências realmente acontecem sem explicação. Ninguém planeja que as coisas aconteçam de determinada maneira, nem em tal dia, nem em tal hora; a vida reserva certos mistérios que surpreendem os menos impressionáveis. Neste caso, o túmulo do primeiro soldado britânico morto na Primeira Guerra Mundial está a apenas 6 metros do último soldado morto no mesmo conflito. O melhor de tudo é que eles foram colocados naquele lugar, sem interferência anterior.

7. A Máquina do Tempo de Edgar Allan Poe

Sabemos que este famoso escritor, poeta, crítico e jornalista teve uma infância difícil por perder seus pais quando tinha 2 anos de idade. Em seu livro intitulado "A Narrativa de Arthur Gordon Pym", ele conta a história de quatro marinheiros que sobrevivem ao naufrágio de seu navio, sendo forçados a comer outro membro da tripulação, chamado Richard Parker, para sobreviverem. Por uma questão narrativa, Allan Poe afirmou que seu livro baseava-se em fatos reais, porém, estranhamente, 46 anos depois, o incidente ocorreu de fato e, inclusive, o tripulante comido também chamava-se Richard Parker. Ele teria uma máquina do tempo?



8. Irmãos unidos pela tragédia

Em 30 de julho de 1974, Neville Lawrence Ebbin, estava feliz e pilotava sua motocicleta em uma rua de Hamilton, nas Bermudas, quando foi atropelado mortalmente por um táxi. O acidente teria sido suficientemente trágico, se não fosse pelo que aconteceu um ano depois. Em 18 de julho de 1975, seu irmão de 17 anos, Erskine Lawrence Ebbin, andava de bicicleta pela mesma rua, quando também foi atropelado mortalmente pelo mesmo táxi, que coincidentemente pertenciam ao mesmo motorista e, o pior de tudo, levavam o mesmo passageiro quando da morte de seu irmão.

9. O livro que Anthony Hopkins precisava

O famoso ator Anthony Hopkins, famoso por seu papel em “O Silêncio dos Inocentes”, contou uma vez que quando necessitava urgentemente de um livro para estudar seu personagem para o filme "The Girl from Petrovka", escrito por George Feifer, não conseguia encontrá-lo em lugar nenhum. Então, em uma viagem de metrô, ele encontrou uma cópia do tal livro em um assento. Curiosamente, quando, em seguida, ele se reuniu com Feifer, este lhe disse que também não tinha nenhuma cópia do livro porque a última ele tinha dado a um amigo, que o havia perdido no metrô. Coincidência? 


0 comentários:

Postar um comentário