sexta-feira, 18 de agosto de 2017

A AGONIA DE UM POVO



Somos todos brasileiros e o ideal deve ser o mesmo a ser seguido por todos, que é o bem-estar social comum. Algumas pessoas tentam de todas as formas, manipular sentimentos de ódio e rancor entre brancos e negros, ricos e pobres, gays e héteros. Até mesmo entre homens e mulheres a semente do ódio é plantada. Esses são os verdadeiros inimigos da nação e deveriam ser banidos. Esses são o rescaldo do incêndio chamado corrupção, que calcinou a economia do país. Esses são os ratos que roem o queijo destinado a alimentar a saúde, a educação, o transporte público, o saneamento básico e acima de tudo a dignidade de um povo.
Quem defende um grupo que dilapidou o erário público em detrimento do sofrimento de todo um povo, deve ser maluco ou participa da quadrilha. A política de nosso país é sórdida e sem um pingo de vergonha na cara. Os abutres estão à espreita, esperando a vítima que agoniza chegar ao derradeiro suspiro.

O Brasil agoniza e os abutres se multiplicam.
A árvore da corrupção frutifica e corrói o solo da pátria, como erva daninha que sufoca a plantação da honra e da honestidade. O solo castigado jaz em fendas erosivas, criadas pelos descalabros de uma classe sórdida que foi eleita para legislar em prol da nação.

Há de chegar a hora em que o gigante enfurecido se erguerá do berço esplêndido e soltar o brado retumbante desse povo heroico e sem temor, para retomar o solo de nossa mãe gentil: A nossa pátria amada BRASIL.

0 comentários:

Postar um comentário