terça-feira, 28 de março de 2017

Mulher é sequestrada e queimada no porta malas do próprio carro.

A mulher encontrada carbonizada dentro do porta-malas de um carro na manhã desta segunda-feira (27) em São Sebastião do Paraíso (MG) teria sido levada à força de uma casa de shows na cidade. Segundo a Polícia Militar, amigos e funcionários chegaram a fazer um boletim de ocorrência contando que Nancy Ferreira, de 64 anos, havia sido conduzida por quatro homens por volta das 22h da noite de domingo (26). A perícia ainda trabalha para confirmar a identidade da vítima.
"Armados, encapuzados. Eles entraram no estabelecimento após arrombar a porta e a todo mundo procuravam a proprietária do estabelecimento. Depois que acharam a proprietária dormindo em um quarto, eles roubaram os telefones celulares do outros ocupantes do estabelecimento e levaram a proprietária no porta-malas do carro dela", explicou o policial Márcio Aurélio Alves Abrantes, da Polícia Militar.
Segundo a Polícia Civil, o carro foi achado em uma estrada de terra, próximo ao Jardim Vale do Paraíso. O veículo estava completamente queimado e só foi identificado por causa da placa.
Corpo é encontrado carbonizado dentro de veículo em São Sebastião do Paraíso (Foto: Reprodução / Redes Sociais)Corpo é encontrado carbonizado dentro de veículo em São Sebastião do Paraíso (Foto: Reprodução / Redes Sociais)
Ainda segundo a polícia, Nancy era sócia da casa de shows e morava há dois meses na cidade. Ela era de Franca (SP) e trabalhou como professora de educação física até se aposentar em 2010.
"Uma pessoa extremamente generosa, uma pessoa alto astral. O que ela pudesse ajudar a gente, ela ajudava. Sempre uma mulher muito dinâmica, muito batalhadora", diz a amiga Cláudia Maia.
Nancy era divorciada e os filhos moram em Aparecida de Goiânia com o pai. A Policia Civil já ouviu algumas pessoas que estavam na casa de shows no momento em que ela foi levada e ainda espera ouvir a família da vítima.
"A polícia tem algumas linhas de investigações, mas acho que é tudo muito prematuro da nossa parte a gente focar especificamente em uma dessas linhas. Então estamos trabalhando para poder checar algumas informações que vão chegando e tentar pegar o fio da meada em uma das linhas. Mas em princípio, a gente está colhendo estas informações para ver se a gente consegue chegar na autoria desse fato", diz o delegado Tiago Bordini.
O corpo foi removido e encaminhado para o IML, para que a identidade da vítima seja comprovada. Até a publicação desta reportagem, ninguém havia sido preso.



Fonte: G1 e Pc

segunda-feira, 27 de março de 2017

Mulher morre em colisão de veículos

Uma mulher morreu na tarde deste domingo (26) em um acidente na rodovia MG-347 em São José do Alegre (MG). Segundo a Polícia Militar Rodoviária, Maria Helena da Silva era passageria de um carro que seguia de Pedralva para São José do Alegre (MG) quando foi atingido por um veículo que entrou na contramão. No carro ainda estavam outros dois adultos e duas crianças. A vítima completou 47 anos neste domingo.
De acordo com a PMR, o acidente aconteceu na altura do Km 58 por volta das 17h. O motorista do carro que teria entrado na contramão não se feriu e ajudou a socorrer as vítimas, que foram levadas para o hospital em Itajubá (MG), conforme a polícia. As causas do acidente ainda serão investigadas.
Carros bateram de frente na tarde deste domingo (26) na MG-347, em São José do Alegre, e passageira morreu (Foto: Polícia Militar Rodoviária)Carros bateram de frente na tarde deste domingo (26) na MG-347, em São José do Alegre, e passageira morreu (Foto: Polícia Militar Rodoviária)

Jogando fora de casa Boa é vaiado e chamado de time de assassino


Jogando fora de casa pelo Módulo 2 do Campeonato Mineiro, o Boa Esporte foi hostilizado pela contratação do goleiro Bruno Fernandes. Durante o empate em 1 a 1 com o Patrocinense, neste sábado, no estádio Júlio Aguiar, em Patrocínio, os torcedores da casa gritaram várias vezes a frase: "Time de assassino".
Bruno já foi registrado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF e está perto de estrear pelo Boa Esporte, mas não foi relacionado para a partida. Apesar dos protestos, o clube garantiu a classificação para o Hexagonal Final da competição com o resultado. O Boa Esporte volta a campo neste sábado (1º) contra o CAP Uberlândia, às 16h, no Melão, em Varginha.
Entenda o caso Bruno
O goleiro Bruno deixou a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac), em Santa Luzia, Minas Gerais, no fim de fevereiro. A liberação foi determinada pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), em decisão liminar. Bruno aguarda julgamento de recurso após a condenação.
O jogador foi preso em 2010 e depois condenado pelo assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samúdio e por sequestro e cárcere privado do filho Bruninho. Segundo a decisão do ministro, o goleiro poderá ficar em liberdade enquanto o recurso contra a condenação não é julgado em segunda instância.

Motoqueiro atira contra o Fórum de São Lourenço


Um homem atirou contra o prédio do Fórum Mário Mascarenhas de Oliveira, em São Lourenço, na madrugada desta segunda-feira (27). A Polícia Militar informou que o atirador chegou com um comparsa em uma moto, fez cinco disparos contra os vidros do prédio, no Centro da cidade, e deixou um bilhete mencionando uma facção criminosa. Apenas um vigia estava no local e não se feriu.
De acordo com a polícia, a perícia da Polícia Civil esteve no local pela manhã e a PM realiza buscas pelos suspeitos que, até esta publicação, não haviam sido localizados. Ainda não há informações sobre o que pode ter motivado o ataque.

VAGA PARA COZINHEIRA NO HOSPITAL DE SÃO LOURENÇO


O Hospital São Lourenço oferece uma vaga para COZINHEIRA (com experiência), para atuar na cozinha do Serviço de Nutrição e Dietética (SND) da instituição.

Os currículos deverão ser:
- enviados através do e-mail curriculo@hospitalsaolourenco.com.br OU
- colocados no porta-currículos situado na entrada do Departamento Pessoal do Hospital (ao lado do Carnê).


quinta-feira, 23 de março de 2017

Humor


FIM DA CLT: TERCEIRIZAÇÃO GERAL É APROVADA


Sob a presidência de Rodrigo Maia (DEM-RJ), a Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira 22 o projeto de lei que regulamenta a terceirização no Brasil, permitindo que ela seja praticada na atividade-meio e na atividade-fim.
Deputados da base de Michel Temer argumentavam no plenário que o projeto criaria empregos, enquanto os da oposição protestavam, alegando que o projeto retira direitos históricos conquistados pelos trabalhadores.
O texto precariza de vez o mercado de trabalho no Brasil, permitindo que todas as atividades de uma empresa sejam terceirizadas, inclusive a principal. Numa escola, por exemplo, até os professores poderão ser contratados de forma terceirizada.
Com isso, patrões poderão contratar seus funcionários sem garantias como férias, décimo-terceiro, licença-maternidade, abono salarial e outros direitos trabalhistas. O trabalho temporário também foi ampliado de 3 para 9 meses.
Na primeira votação, com 275 votos a 28 e 46 abstenções, foi rejeitado dispositivo do texto do Senado e mantido trecho da redação da Câmara, sobre trabalho temporário, para deixar claro que essa modalidade poderá ser usada nas atividades-fim e nas atividades-meio da empresa.
Na segunda votação, 231 deputados aprovam o texto-base do projeto de lei, contra 188 que votaram "não" e 8 abstenções. O projeto foi apresentado durante o governo FHC e já foi aprovado pelo Senado, portanto segue agora, após as votações dos destaques, apenas para a sanção de Michel Temer.
Para o jornalista Fernando Brito, o Congresso aprovou nesta noite a "Lei do Gato".
Leia seu texto:
Quais são as diferenças em relação à terceirização existente hoje?
A primeira: permite a terceirização total da força de trabalho, ao contrário do que ocorre hoje, em que ela é possível nas atividades-meio da empresa – limpeza, vigilância, recepção e escritório, por exemplo –  e permite, em tese, que uma grande empresa não tenha sequer um funcionário próprio, subcontratando empresas locadoras de mão de obra.
A partir de agora, uma fábrica não precisa mais ter empregados próprios, uma grande loja não precisa ter mais vendedores, uma escola não precisará de professores, um hospital não precisará ter médicos, enfermeiros e nem mesmo auxiliares.
Não é preciso ser nenhum gênio para saber que para que isso signifique economia, mesmo pagando o lucro do intermediário, só há duas maneiras. Uma, contratar pessoas que ganham menos – e os terceirizados, segundo o Dieese, ganham em média 30% que os empregados diretos . Outra, reduzir encargos trabalhistas, o que significa, na prática, não recolher ou não pagar os deveres patronais.
O trabalho escravo está institucionalizado no Brasil

O truque, neste projeto, é que a empresa contratante só passa a responder por dívidas trabalhistas se o “gato” que serviu intermediários tiver bens a  penhorar e não tiver “sumido” no mundo.
Mas há pior, porque legaliza dois absurdos.
O primeiro, a contratação indiscriminada como “pessoa jurídica” e, portanto,, sem direito a férias, 13°, FGTS, aviso prévio…
O segundo, o contrário temporário “eterno”. Hoje , o trabalho temporário é limitado a 180 dias, mas passa a ser de nove meses ou, se não houver proibição via convenção coletiva da trabalho, prorrogar-se sem limites. Este empregado não tem direito a aviso prévio, multa do FGTS…
Esta monstruosidade, numa incrível violação da Constituição, se estende também ao serviço público., exceto para o “marajanato” das chamadas “carreiras de Estado”, os bem pagos.
Por último, se aprovada – e deve ser – este regresso ao tempo pré-Vargas, é a consagração do “gato”.
Porque é a ressurreição de um projeto retirado de pauta há 15 anos, oriundo do período FHC, quando a Câmara aprovou outro, menos lesivo aos trabalhadores, há menos de dois anos.
O direito do trabalhador é jogado no lixo, na falta de se poder jogar a Lei Áurea.
Parece que daqui para a frente a escravidão estará institucionalizada no Brasil. 
PS. O Governo acaba de aprovar o projeto, por 232 votos a favor, 188 contrários e oito abstenções. Venceu, mas com sabor de derrota, porque está a pelo menos 76  votos de obter número para a Reforma da Previdência.

quarta-feira, 22 de março de 2017

Cervejeiro desenvolve receita no quintal de casa e vence concurso


Um engenheiro de alimentos de Poços de Caldas (MG) desenvolveu no quintal da casa dele e da esposa, no bairro Jardim Country Club, uma fórmula de cerveja caseira que foi premiada em um concurso realizado em Blumenau (SC), eleita a capital da cerveja no Brasil. A paixão Flávio Domingues, de 31 anos, pela cerveja caseira já vem de alguns anos e surgiu depois ele se formou na faculdade.
A fórmula vencedora do concurso foi do estilo Baltic Porter, uma cerveja escura feita com malte torrado ou cevada torrada, lúpulo, água e fermento. Mas, até chegar a ocupar o lugar mais alto do pódio, o engenheiro de alimentos precisou de muito estudo, teste e paciência para conseguir obter a fórmula da bebida ideal. Segundo o engenheiro de alimentos, além disso, o espaço adaptado comporta todos os utensílios para a elaboração da bebida.
“Eu precisei adaptar o local, buscando otimizar o espaço e dando mais funcionalidade, mesmo de forma artesanal. Além disso, a preparação da cerveja exigiu bastante estudo, pois o estilo Baltic Porter é bem complexo em suas características. Assim foram algumas semanas de estudos, livros, teorias até estruturar a formulação final. Eu também segui o guia Beer Judge Certification Program (BJCP), que reconhece as habilidades na degustação e avaliação da cerveja”, explicou o cervejeiro.

O interesse pela bebida feita na panela, segundo ele, era encarado apenas como hobby, mas desde que teve uma das suas receitas premiadas em um concurso, os planos começaram a mudar.
"Eu comecei a me aprofundar no universos das cervejas artesanais surgiu em 2011. Desde então, fui buscando qualificações e capacitações de forma a ir otimizando minhas produções caseiras. Aliado a experiências particulares, como um hobby, desde o ano passado passei também a lecionar profissionalmente em um curso de fabricação de cerveja artesanal oferecido na cidade".
Flávio Domingues é de Poços de Caldas (MG) e ganhou evento em Blumenau (Foto: Lúcia Ribeiro/G1)Flávio Domingues é de Poços de Caldas (MG) e ganhou evento em Blumenau (Foto: Lúcia Ribeiro/G1)












Sigilo total

Por ser muito criterioso, Flávio encarou o concurso como um grande desafio, por isso ele preferiu que tudo acontecesse em sigilo. “Decidi participar pois acreditava que seria um grande desafio e teria a chance de receber um feedback detalhado com a avaliação dos especialistas sobre a minha cerveja. A minha fórmula foi avaliada por mim e por alguns amigos cervejeiros. Como aprovaram, decidi enviar as amostras para Blumenau. Tudo correu em sigilo e não anunciei a ninguém. Nem esses amigos sabiam. Na verdade, só a minha esposa sabia”, contou o cervejeiro.
Depois de enviar as amostras veio a ansiedade. Até o resultado final, foram alguns meses de expectativa. Dias que agitaram alguns momentos em família. É o que explica a esposa do cervejeiro, Marília Braz Dias Domingues, única a ficar sabendo que a receita do marido estava concorrendo no evento.
Ao lado da esposa, cervejeiro de Poços de Caldas (MG) comemora cerveja premiada em concurso (Foto: Lúcia Ribeiro/G1)Ao lado da esposa, cervejeiro de Poços de Caldas (MG) comemora cerveja premiada em concurso (Foto: Lúcia Ribeiro/G1)
No dia da própria inscrição, ele ficou o tempo todo atualizando o site para conseguir cadastrar, porque as inscrições acabam em poucos minutos. Ele ficou com uma expectativa boa, do bem. No dia que ele ficou sabendo que estava entre os seis finalistas, ele ficou muito feliz”, disse Marília.
Ainda segundo Marília, o casal já está junto há quase 13 anos, e por isso ela se lembra muito bem de quando o hobby começou. Data que ela tem na ponta da língua. “A primeira brassagem foi no dia 1º de janeiro de 2012. Desde então, já são mais de 80 brassagens, e até hoje todas deram certo. Ele é muito determinado e dedicado, por isso sempre apoiei. É um hobby dele, mas que eu também aprendi a amar e sei que tem tudo para pular do amador para o profissional”, contou orgulhosa.
Reconhecimento
Entre luzes de flashes, abraços dos amigos e familiares, e ao som de copos brindando, é assim que o engenheiro de alimentos vai se lembrar da última quinta-feira (16). A descrição, na verdade, refere-se ao lançamento, em Poços de Caldas, da cerveja caseira e artesanal de Flávio.
"É um reconhecimento e tanto, viu. Quem diria que a minha cerveja sairia das panelas, lá do quintal de casa, e atingiria um enorme público. Ao ver a versão final, engarrafada, posso dizer que é um troféu que será lembrado para sempre", disse Flávio.
Representante da cervejaria, reponsável pelo concurso, esteve em Poços de Caldas (MG) (Foto: Lúcia Ribeiro/G1)Representante da cervejaria, reponsável pelo concurso, esteve em Poços de Caldas (MG) (Foto: Lúcia Ribeiro/G1)
O evento realizado em uma loja especializada de cervejas na cidade, contou com a presença de amigos e familiares. Quem também acompanhou o lançamento no Sul de Minas foi o sommelier de cervejas Yuri Holbrich, de Blumenau. O representante da cervejaria, responsável pela organização do concurso, disse que o evento marca uma das etapas da premiação.
“O Flávio foi até Blumenau e acompanhou a primeira brasagem da receita da cerveja dele lá na fábrica. Esse lote foi envasado - é o que estamos degustando agora - e esse mesmo lote vai ser envasado e será disponibilizado para todos os nossos distribuidores e clientes do Brasil afora. Por isso é com muita alegria que acompanho o lançamento aqui, na cidade de origem dessa Baltic Porter”, disse Yuri Holdbrich, sommelier de cervejas, que trabalha na cervejaria que organizou o concurso.
Bebida premiada do estilo Baltic Porter e foi desenvolvida em Poços de Caldas (MG) (Foto: Lúcia Ribeiro/G1)Bebida premiada do estilo Baltic Porter e foi desenvolvida em Poços de Caldas (MG) (Foto: Lúcia Ribeiro/G1)












Ainda segundo o sommelier, o concurso tem como premissa despertar o que de melhor existe no mundo dos cervejeiros caseiros. “Um dos principais objetivos do concurso é, justamente, fomentar essa cultura da cerveja caseira, da cerveja de panela. Fomentar a criatividade do cervejeiro caseiro e a capacidade técnica dele. A gente vem fazendo e descobrindo o melhor de todos os participantes que ganharam os concursos. Então, a gente fica bem contente que a gente sempre conseguiu premiar cervejeiros dedicados”, contou Yuri.

A expectativa agora é que o lote da receita de Flávio, envasada em Blumenau, seja revendido em todos os estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além do Distrito Federal e alguns estados do Norte e Nordeste do país, como Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Pará, Rondônia e Roraima.

"As expectativas são as melhores possíveis. Com todo o reconhecimento a ser proporcionado em âmbito nacional, creio que essa conquista possa abrir novos horizontes, expandir meus conhecimentos e transformar o que é hobby em uma profissionalização no segmento de cervejas artesanais", concluiu Flávio Domingues.

Fonte G1

Hospital é autorizado a dar início aos transplantes de coração em Itajubá


Depois de realizar o primeiro transplante de fígado na região, o Hospital Escola de Itajubá (MG), já pensa em ampliar o serviço. A instituição de saúde, que é mantida pela Associação de Integração Social da cidade, também já faz transplantes de rins desde 2014 e, agora, a equipe médica também recebeu autorização junto ao Sistema Único de Saúde (SUS) para dar início aos transplantes de coração.
“O transplante do coração já está credenciado, junto ao Ministério da Saúde e ao Sistema Nacional de Transplantes. Os pacientes estão em investigação ambulatorial fazendo os exames e fazendo o acompanhamento médico para poder ser inscritos na fila nacional. Então a gente imagina que nas próximas semanas, a gente já tenha pacientes inscritos podendo, no próximo mês ou na sequência, estar fazendo o primeiro caso de transplante [de coração] no Sul de Minas”, disse Fábio Cavichia Montanari, diretor administrativo do Hospital Escola de Itajubá.
Hospital Escola de Itajubá (MG) pode ampliar leque de transplantes (Foto: Reprodução EPTV/Edson de Oliveira)Hospital Escola de Itajubá (MG) pode ampliar leque de transplantes (Foto: Edson de Oliveira)












De acordo com a diretoria da instituição, o centro de transplantes na unidade foi criado em 2012, mas mas o processo de capacitação começou bem antes. Nos últimos anos foram investidos mais de R$ 40 milhões na reforma, ampliação e compra de equipamentos. Tudo com recursos próprios e da Secretaria Estadual de Saúde. Além disso, desde 2015 também foram investidos no Hospital Escola em Itajubá cerca de R$ 1,6 milhão do Ministério da Saúde, em uma parceria com o Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo, referência em transplantes.

“Isso teve um impacto muito grande, porque é o primeiro transplante que nós realizamos aqui [em Itajubá]. Nós realizamos como se estivesse em uma instituição já muito preparada e que já realizava o transplante. O que parecia que estávamos fazendo transplantes aqui na instituição há muito tempo”, contou Marcelo Bruno de Rezende, coordenador do Programa de Tutoria do Hospital Israelita Albert Einstein.
Nos últimos anos, hospital recebeu novos equipamentos em Itajubá (MG) (Foto: Reprodução EPTV/Edson de Oliveira)Nos últimos anos, hospital recebeu novos equipamentos em Itajubá (MG) (Foto:Edson de Oliveira)

Transplante de fígado
O primeiro transplante de fígado na região aconteceu no último domingo (19). O paciente é um morador de Pouso Alegre (MG) de 56 anos e, de acordo com a instituição, a cirurgia foi considerada bem sucedida pela equipe médica. Segundo o MG Transplantes, antes de Itajubá, os transplantes de fígado em Minas Gerais eram credenciados apenas para hospitais de Belo Horizonte (MG) e Montes Claros (MG).
“Significa uma vitória. Significa o início de um trabalho que vai ter que ser desenvolvido ao longo dos nossos próximos desafios, que vão surgir, então a gente tem a cabeça muito tranquila de que correu tudo bem e que nós queremos que isso seja um sucesso permanente e duradouro”, disse o cirurgião geral, Marcelo Mendonça Rodrigues.
Conforme o Hospital Escola, a cirurgia começou por volta das 17h deste domingo e durou em torno de 4h. O órgão veio de um doador falecido em Pouso Alegre. Paciente permanecia em observação nesta segunda-feira (20). O estado de saúde do homem que recebeu o transplante é considerado estável e com boa evolução.
Paciente de Pouso Alegre, MG, passou por transplante de fígado em Itajubám MG, neste domingo (19) (Foto: Ascom/Hospital Escola de Itajubá)Paciente de Pouso Alegre, MG, passou por transplante de fígado em Itajubá MG, neste domingo (19)
(Foto: Ascom/Hospital Escola de Itajubá)













Na região
De acordo com o Ministério da Saúde, no Sul de Minas, outras duas cidades realizam transplantes. A Santa Casa de Passos (MG) faz transplantes de córneas. Já em Pouso Alegre (MG), no Hospital Samuel Libânio, acontecem transplantes de rins e também de córneas


Fonte G1 e HEI

PM prende foragido da justiça na estação em São Lourenço


Em São Lourenço, na tarde dessa terça-feira, dia 21, a Polícia Militar realizou a prisão de um foragido da justiça de 33 anos.
A PM realizava o patrulhamento pelo Bairro Estação, quando suspeitou do autor e o abordou. Durante busca pessoal nada de ilícito foi encontrado com ele, porém, foi verificado no sistema informatizado que havia um mandado de prisão contra ele.
Diante do fato ele foi preso e conduzido à Delegacia de Polícia para demais providências.