quarta-feira, 26 de junho de 2013

Festival da Cachaça bate recorde em volume de negócios



O IX Festival da Cachaça de São Lourenço foi um grande sucesso. O volume de negócios girou em torno de R$ 300 mil, 20% a mais que no ano passado. Com um público diário estimado em 2.500 pessoas, foram vendidos 1.900 copinhos (ingressos), sendo a renda revertida a quatro instituições beneficentes da cidade.

Foram expostos, nos 32 stands, produtos de 27 alambiques, com destaque para a presença da APACS de Salinas, com 18 produtores filiados e cerca de 30 marcas. Nesse ano, quatro novos produtores estiveram presentes: Cachaça Poções, do município de Jequitibá; Cachaça Gentileza, de Maria da Fé; Cachaça Minas Brasil, de Cordislândia; Cachaça Céu Azul, de Cambuí, que lançou sua marca na região.


Além das cachaças, havia venda de artesanato, praça de alimentação, degustação de torresmo, queijos, vinhos, licores, café e exposição de jóias e móveis. Aconteceu, também, o lançamento da Musa Bier, com seu chopp de qualidade. Mas, o que chamou muita a atenção foi a exposição “Rótulos do Brasil – Esta é minha Cachaça”, com cerca de 1.000 rótulos do acervo do Garimpo da Cachaça – Mini Museu da Cachaça. Foram realizadas, ainda, duas palestras: Degustação de Cachaças, com o degustador e pingófilo Paulo Magoulas, que é Presidente da Academia Brasileira da Cachaça e membro da Confraria de Cachaça do Copo Furado; Memória Gráfica da Cachaça, com o designer e historiador Egeu Laus.


A Confraria dos Colecionadores de Cachaça do Brasil montou um stand, onde além de vender uma cachaça, feita especialmente para a confraria, recebeu também um grande número de colecionadores.


0 comentários:

Postar um comentário